A armadilha da cobiça

Fiel até que a morte nos separe
July 4, 2018
A verdadeira fé
July 4, 2018

Damos lugar à cobiça quando nos concentramos naquilo que é visível nos outros. Às vezes cobiçamos uma bonita família que se apresenta tão perfeita, mas na verdade não sabemos se tudo o que vemos é real. Você pode estar cobiçando um emprego que surpreendentemente pode não ser tão bom, pois você não está naquela empresa e não sabe o que é trabalhar nela. Você vê apenas salário, status, benefícios e vantagens.

A permanente insatisfação no coração humano é o nosso maior problema, é onde está a raiz do pecado humano. O problema de Adão e Eva foi a cobiça. Eles quebraram esse mandamento querendo ser iguais a Deus. Eles queriam ser algo que Deus não queria que fossem. Estavam insatisfeitos com quem eram ao invés de estarem gratos pelo que já tinham alcançado, pela graça e pela misericórdia de Deus.

Deus nos dá bênçãos diferentes, porque somos diferentes e temos necessidades diferentes. Porém, nos abençoa conforme o Seu amor infinito. É fantástico pensar que Deus se relaciona conosco sem estar com uma fita métrica ou balança, comparando outros relacionamentos com os seus! Deus nos manda não cobiçar porque deseja nos proteger das consequências da cobiça.

A primeira consequência é que a cobiça mata o contentamento. Passamos a nos concentrar no que não temos, deixando de valorizar o que temos. O Senhor nos diz: “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Cristo Jesus para convosco”. (1 Tessalonicenses 5.18). Conheci alguém que descobriu esse princípio e conseguiu aplicá-lo em sua vida. Ela visitava alguém que tinha comprado um móvel novo e o achava o mais bonito que já tinha visto. O outro podia até não achar que o objeto fosse tudo aquilo, mas aquela pessoa estava curtindo-o e a sua empolgação era contagiante.

Não era fingimento. Essa pessoa conseguiu desenvolver dentro dela essa característica do cristianismo de uma forma bela. Você tem olhado o que tem com o coração agradecido ou insatisfeito? Fica mais fácil construir um futuro melhor quando enxergamos o presente como o melhor dado por Deus a nós. Você tem olhado o presente como o melhor de Deus? Observar esse mandamento é aprender a estar contente em toda e em qualquer situação. Viver o presente com um coração agradecido.

A segunda consequência da cobiça é perder a segurança de que Deus é soberano sobre todas as coisas. Você tem vivido com a certeza de que você tem o melhor para você hoje? Será a partir desse melhor que você construirá um futuro melhor. Se ficar olhando para o que você não tem, o seu futuro será pior. A pessoa que cede à cobiça passa pela vida dizendo: “Sou assim porque Deus não me deu. Posso roubar, matar, adulterar porque em minha mente a culpa é de Deus que não me deu. Porque se Ele tivesse me dado, seria diferente”. Além de não ter o que deseja a pessoa não tem Deus ao seu lado como grande aliado.

O mandamento positivo que emana deste mandamento é: Viva contente com tudo o que Deus já deu a você como prova do Seu amor e misericórdia! Você precisa aprender a estar contente? Isso é muito diferente de estar acomodado. Você deve crescer, se desenvolver, ir além, se surpreender com tudo o que pode ser e realizar, mas vivendo o hoje, o presente, com o coração agradecido.

Talvez a decisão que você precisa fazer é pedir a Deus que tire a insatisfação de dentro de você? Pedir que Ele lhe ensine a viver contente com o hoje e cheio de expectativa de como será o futuro. Seja grato porque o Senhor o ama de forma completa e sempre o abençoa infinitamente com mais bênçãos do que mereceria estando vivo.

Faça sinceramente a oração abaixo: “Deus, quero ser uma pessoa satisfeita. Quero que minha mente seja transformada, renovada, porque desejo experimentar aquela vida abundante que é possível. Não quero ficar olhando para o que não tenho e o que não sou. Quero olhar o que o Senhor me deu com um coração agradecido e viver o presente que o Senhor me deu, confiando que, no futuro, o Senhor continuará sendo o Deus de amor, de bondade e de misericórdia. Deus, quero aprender a guardar este mandamento e a não cobiçar. Não apenas não cobiçar, mas aprender a estar satisfeito e contente. Clamo porque confio no Senhor e sei que a vitória vem do Senhor. É no nome de Jesus Cristo que oro. Amém.”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *