A verdadeira fé

A armadilha da cobiça
July 4, 2018
Um só Deus
July 5, 2018

Para o escritor de Hebreus a fé é uma esperança absolutamente segura de que o que crê é verdade e o que espera há de acontecer. Não é uma esperança que olha para o futuro com anseio de que algo aconteça; é a esperança que enfrenta o futuro com absoluta certeza. Não é esperança que se refugia em um “talvez”, senão que se firma em profunda convicção!

Um cristão do 1º século foi preso por causa da sua fé em Cristo. Quando foi levado diante do juiz ele disse que nada do que lhe fizessem poderia levá-lo a negar a sua fé em Cristo. – Eu creio que se eu for fiel, Deus será fiel comigo. Conta a história que o juiz disse: – VOCÊ PENSA MESMO que alguém como você participará da vida com Deus e da sua glória? Ao que ele disse: – EU NÃO PENSO, EU TENHO CERTEZA! Ter uma FÉ cristã BÍBLICA é ter certeza de que Deus é fiel independentemente das circunstâncias.

Você tem certeza da fidelidade de Deus? Você tem certeza de que receberá a vida eterna? Você tem certeza de que foi perdoado por Deus? Que tipo de fé você tem? É uma fé em que tudo tem que dar certo para você? Uma fé que depende de tudo ter uma explicação lógica? Sua fé é uma fé bíblica? Supersticiosa? Racional? É com uma fé bíblica e não racional ou supersticiosa que prosseguimos vivendo pela fé para a glória de Deus.

Algumas características da FÉ BÍBLICA são: 1. A fé bíblica aceita perguntas, questionamentos. A fé racional só usa a razão, negando o mover sobrenatural de Deus até na Pala- “Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos. Pois foi por meio dela que os antigos receberam bom testemunho.” – Hebreus 11.1,2. A fé supersticiosa nega a razão e a necessidade de buscar respostas para as questões existenciais do ser humano. A FÉ BÍBLICA “vem pelo ouvir e ouvir a Palavra de Deus.” (Romanos 10.17);

2. A fé bíblica independe de sinais e maravilhas. A fé racional nega a possibilidade do sobrenatural de Deus invadir a história humana com curas e maravilhas. A fé supersticiosa depende dos sinais como o drogado depende da próxima dose. A FÉ BÍBLICA aceita o mover sobrenatural de Deus como manifestações da Sua graça e misericórdia, sem deixar de crer na afirmação de Jesus de que são “Felizes os que não viram e creram” (João 20.29).

3. A fé bíblica reconhece a liderança espiritual. A fé racional na sua autossuficiência não reconhece a liderança espiritual, mas apenas o conhecimento intelectual do líder. A fé supersticiosa substitui Deus pela unção do líder “guru”. A FÉ BÍBLICA produz respeito e admiração pelo líder espiritual e dependência de Deus. “Agora lhes pedimos, irmãos, que tenham consideração para com os que se esforçam no trabalho entre vocês, que os lideram no Senhor e os aconselham. Tenham-nos na mais alta estima, com amor, por causa do trabalho deles…” (I Tessalonicenses 5.12,13).

4. A fé bíblica reconhece a fraqueza humana. A fé racional, influenciada pelo humanismo, coloca a capacidade humana como referencial de poder. A fé supersticiosa busca manipular o poder de Deus a seu favor. A FÉ BÍBLICA reconhece as limitações da nossa humanidade, mas humildemente busca forças no Deus que tudo pode. “Tudo posso naquele que me fortalece” (Filipenses 4.13).

Com muita facilidade somos enganados pelo inimigo das nossas almas e por nós mesmos nos tornando cristãos com uma fé racional ou uma fé supersticiosa. Vale aqui o alerta do salmista: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece as minhas inquietações. Vê se em minha conduta algo te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno” (Salmo 139.23,24). 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *